quinta-feira, 24 de novembro de 2011

POEMINHA PARA VIVI - MAYSA MACHADO

Ed Sartori/Manacá e o Pão de Açúcar/Rio










POEMINHA PARA VIVI

Maysa Machado



A primeira canção, a primeira flor.
O sim e o não
juntos e separados
avisando que a vida segue
com ou sem nossa presença.
Para tanto querer ou recusa
basta-nos um pouco de sabedoria
alimentada em quietude.
Se puder insista na soma de anos.
Traduzindo os tempos colhidos
em aniversários felizes ou tristonhos.

Santa Teresa, 24 de novembro de 2011

Aos que chegam ou passam por aqui, sugiro um brinde à vida, que se oferece a cada dia, com plenitude e finitude.

Maysa




4 comentários:

armalu,blogspot.com disse...

Lindo texto, grandes verdades.
belo fim de semana.

Vv disse...

Olha... se a Vivi for EU... AMEI... Se não for... AMEI do MESMO JEITO! Beijos, Vivi
extraviodemim.blogspot.com

Maysa disse...

Vv

sempre lembro de você, querida.E penso morando tão perto nem nos encontramos!!!
Se gostou, também é seu! rsrsrs
Fiz pensando numa Vvi, muito querida tb, que fez aniversário ontem. Vc é de que dia?
Vamos combinar esse reencontro, menina!
Um carinhoso abraço
Maysa

Maysa disse...

Armalu

Que bom ler seus deliciosos e generosos comentários, continue aparecendo, adoro!
Abraços brasileiros
Maysa