quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

LACUNAS, SÍNCOPES, DESMAIOS DO SER

foto maysa/2008




LACUNAS


Maysa Machado


Lacunas... É sempre possível preenchê-las!

As minhas tento com a poesia. Os amigos,os afetos!

Há quem já não possa. O que fazer?

Reconhecer a impermanência das coisas e das pessoas!Ter paciência.

O resto são aprendizagens, e vôos solos, em liberdade!

Ah! lembrem-se das síncopes, que na música significam o prolongamento do som.Isso só acontece, entre notas iguais...

Não esqueçam o deslocamento da acentuação do som, no contratempo, é ouvido nas pausas.

Viver é tentativa maravilhosa de ser! É vertigem! É desmaio! É ritmo peculiar.

Um afetuoso abraço

Maysa



4 comentários:

Anônimo disse...

Maysa,
é isso aí >> preencher lacunas >>> passar recados >>> sinais.
Caminhando sempre !
O Grupo C. G. Jung andando. Dia 23 às 19h, como sempre, estaremos na Casa das Palmeiras.
Veja a peça Nise da Silveira,caixa Cultural. Hoje será em benefícioo da Casa.
bjs martha

Maysa disse...

Querida Martha

O contemporâneo se dá num ritmo acelerado. Preciso de um tempo de pastora, apascentar emoções, seguir as intuições...e ir preenchendo as lacunas.
Mas dia 23, estarei sim no Grupo de Estudos C.G. Jung. A peça sobre a Dra Nise, já inclui nos meus "deveres" para crescimento pessoal!
Beijo Maysa

Patrícia Gois disse...

Que bravura! Adorei, Maysa...

Beijos com carinho.

Paty.

Maysa disse...

Paty

Fico feliz com sua presença por aqui. Venha sempre, querida!
Beijo
Maysa