quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Medo de Amar de Vinicius à Chico

Quem melhor do que Vinícius para cantar as infinitas formas do Amor? Houve uma época em que a resposta perfeita seria: Ninguém.

O tempo passou. Felizmente, o poetinha, nunca será esquecido. O amor, chega aquecendo nossos corações, sempre com jeito novo e de primeira mão. Às vezes demora um pouco, não perca a esperança. Os trovadores, como Vinicius, se renovam, o amor também.

O medo, sim é o grande perigo. Finge-se. Nega-se. Até esquecer, a gente esquece. Mas, sonha-se com o momento de encontrar um novo grande amor. Todo mundo.

Enquanto isso, convido v. para ouvir uma das canções de mestre Vinicius -MEDO DE AMAR - na voz e interpretação amorosa do querido Chico Buarque.

Vamos, conjugue o verbo amar no tempo presente!






Um comentário:

Ana P. disse...

Chico e Vinicius, combinação perfeita!
E conjugar o verbo amar é sempre necessário e faz bem para a alma.
É sempre muito bom passar por aqui.
Beijos