sexta-feira, 18 de março de 2011

CECÍLIA COIMBRA






CECÍLIA COIMBRA

Uma senhora mulher! Nossa querida companheira de lutas e alegrias!

Se completar 70tinha é poder chegar com garra e alegria inusitadas, comemorar com saúde e muitos amigos a data, isso é para poucas! Cecília chegou lá, ou melhor, no aqui e agora! O melhor lugar do mundo.

Entre as inúmeras conquistas que, nós mulheres alcançamos, uma delas tem sido ultrapassar ditames do mundo capitalista e, ainda, machista sobre o que é ser mulher! Nossa geração, a do final dos anos sessenta, conquistou vários direitos virando pelo avesso conceitos e preconceitos. Aprendemos cedo que não se nasce mulher...

Ser saudável e saborear momentos felizes na maturidade são conquistas. Continuar a influir participando, crítica e de forma coerente, nos processos políticos e sociais, também. Tivemos nossa juventude, que foi posta à prova nos quesitos coragem, amor, persistência, ideologia. Tivemos a impressão que em determinado instante mudaríamos o mundo – para melhor. Priorizando a justiça social, a liberdade democrática, a união entre os povos, as novas expressões do amor, de preferência livre!

Hoje temos nossas histórias de vida - que nem sempre são conhecidas pelos que estão próximos de nós - para lembrar, contar, encontrar. A produção do esquecimento, feita pelo processo de anistia possível e incompleto, deixou de fora muita história de jovens brasileiros que doaram a vida pelo ideal.

Cecília comemora aniversário, e nós, seus amigos, recebemos o presente!

Quarta-feira, dia 16, num restaurante no bairro da Lapa... Das 18hs até a meia-noite, para não se correr o risco da carruagem virar abóbora.

Reencontros, lembranças quase soterradas floresciam entre uma taça de vinho ou um copo de cerveja gelada! Amigos que não se viam por dezenas de anos... Entregues aos abraços e beijos amorosos! Muita música para ilustrar a efervescente companhia. A melhor trilha sonora de nossas alegrias, tristezas e perdas. Depusemos evocações e lembranças nos lugares... De honra. As redescobertas intactas nos preciosos instantes... De celebração.

Cecília aniversaria. Em sua festa as imagens de jovens substituídas pela presença de companheiras (os) amadurecidas (os) pelas perdas, e temperadas (os) com a sempre renovada esperança. Um brinde à Vida!

Não mais sofremos com as mudanças de projetos, mas, sobretudo, celebramos a insistente teimosia de ver um mundo melhor! Há que compartilhá-lo, também, com filhos e netos!

Um mundo melhor conseguimos construir juntos: O da solidariedade, o da luta organizada em prol de um ideal, o do companheirismo que se quer alegre!

FELIZ ANIVERSÁRIO CECÍLIA:

VIVER E NÃO TER A VERGONHA DE SER FELIZ/ CANTAR E CANTAR E CANTAR/ A ALEGRIA DE SER UM ETERNO APRENDIZ! ...Dos versos de Gonzaguinha.


N.A. Cecília Coimbra : Psicóloga, Professora aposentada da Universidade Federal Fluminense (UFF), Presidente e Fundadora do GTNM/RJ, Conselheira do Conselho Regional de Psicologia – 05 (CRP/RJ).


MAYSA MACHADO

Santa Teresa, 18 de março de 2011

2 comentários:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Maysamiga

Claro que entendo tudinho que aqui escreves. O Português é nosso, seja em Portugal, seja no Brasil, seja em Angola, seja na Guiné-Bissau, seja em Cabo Verde, seja em Moçambique, seja em São Tomé e Principe, seja até em Macau, em Goa, em Timor ou em Malaca.

Sotaque, prefiro jeito de dizer não atraiçoa a língua. E a nossa Língua é a nossa Pátria.Ponto.

Contente, daqui dou os meus mais sinceros parabéns à Cecília que, pelo que vejo, é boa praça. Ou como dizem os meus netos (e eu já aprendi...) é bué da fixe... bué da = muito

Fico à tua espera na Minha Travessa e... espero que te tornes minha (per)seguidora. Obgd

Qjs = queijinhos = beijinhos

Maysa disse...

Henrique

A festa Cecília foi maravilhosa, fomos todos convidados " para comemorar a Vida em suas expressões mais belas e potentes: o amor, a amizade e a solidariedade"
Irrecusável, não é mesmo?
Animada e feliz dancei a noite toda!
As dores da alma e do corpo foram todas esquecidas!
Vê como viver faz bem!
Abcs
Maysa