segunda-feira, 14 de março de 2011

PERSCRUTANDO O AMOR

foto maysa/por do sol ipanema/ março 2011







PERSCRUTANDO O AMOR

Maysa Machado


Todo amor é mistério.

Se pode adoecer...

Há quem experimente

Renascimento.

Amor maltratado dá

Trabalho, arrependimento

Para uma vida inteira.

Vira remorso

Se às costas lhe oferecemos.

Um vir a ser constante se

Dispomos de coragem, alegria

E assim, o recebemos.

Amor não tem fórmula precisa

Nem forma exata...

É variado, desconforme.

É para quem tem

Fé, tesão, desapego.

Para amar primeiro

É preciso se amar...

Convém que seja por inteiro.

Depois... Aprende-se

A conjugar o verbo

Em todos os tempos

E modos.

Há que decorar

O imperfeito e o mais que perfeito.

Por vezes será preciso repetir baixinho

Eu amo. Amei. Amarei.

E se alguma dúvida surgir

Não ter medo nem de se perguntar:

Eu sou capaz de amar?


Santa Teresa, 14 de março de 2011

Que a semana seja plena de paz e inspiração para todos. Hoje é o dia nacional da Poesia, então

com carinho um pouco de Mário Quintana.

BILHETE

Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...


Maysa

2 comentários:

Cristina Welle disse...

Maysa!!! mais inspirada que nunca...que linda comemoração ler algo tão intenso no dia da poesia...e ainda mais tendo um recheio de Quintana...Amei!!!

Maysa disse...

Cristina

Quintana é que dá sempre o tom. Quando leio sua delicada poesia, irônica,beirando o aqui, o que nos acontece todo dia...Mas que nossa incompletude foi feita para nos desafiar e...Amar é a solução, não duvido!
Bj
Maysa