sábado, 25 de abril de 2009

OLHARES

Jardim/pomar aqui de casa
foto Ana P.














Apurando a vista,
convido a todos para descobrirem de que frutinha verde se trata.
É incrível como pedem pouco... carinho e sol !











Foto Otto Stupakoff
E esse olhar maroto do Tom? Gente, como arte está em tudo! Do ar que respiramos ao nascer, do 1º grito ao último suspiro... até no nome ARte!!!!
Beijo
Maysa

4 comentários:

Ana P. disse...

Aha, apareci. Eu é que não vou dizer que frutinha é essa ... eu bem sei!

Gente, e essa foto do Stupakoff? Dá vontade de levar pra casa, o Tom e a foto. A foto penduramos em um lugar de destaque. Do Tom carregamos a voz nos laptops e ipods da vida.

Beijo!

Breno disse...

Querida Maysa, é meu primeiro comentário aqui!
Hoje o dia foi melhor do que pude supor e ainda estou extasiado por conseguir o catálogo. Como conseguimos nos contentar com pouco, às vezes, não é? (não que consegui-lo tenha sido pouco; aliás, bem sabemos que foi a própria metáfora da lição de cidadania que discutimos).
A foto do Tom é muito diferente do que imaginava. E adorei sua obervação perspicaz a respeito da palavra "ARte"! parabéns e obrigado pela sutil observação. acho até que essas nossas conversas tão boas e sua empolgação com o blog ME fez criar um fôlego para reanimar os meus outros..
queria que você lesse pelo menos a última postagem do meu blog pessoal. confesso que fui inspirado pelo feminismo da Simone de Beauvoir, ao criar uma história meio fictícia, meio real. Depois te conto o que é real!
vá lá: www.introventivo.blogspot.com

Maysa disse...

Ana,
Tens um longo caminho à frente: aprendizado, ensino, trocas, descobertas...Mas o exercício da sensibilidade é que vai tornar possivel o crescimento e a transformação.
Palavra de quem está NA ESTRADA HÁ MAIS TEMPO!!!
bjs

Maysa disse...

Breno,

querido mais novo amigo!!!

Já disse que ARte é ação, captura, embate e êxtase.
Pelo menos, como temperos têm que se misturarem, se amalgamarem e engendrarem o novo.
Que bom que minha animação contagiou você!
Dá para se fazer quase tudo que gostamos se formos cuidadosos na escolha das prioridades.
Um blog nem sempre é tempo gasto,perdido, pode ser tempo ganho!!!
Lembra como a M.Duras usa o Tempo em sua obra?
Vou lá para ler.
Até amanhã!
Bjs